Como Estimular o Desenvolvimento da Linguagem

Revista Bem Estar, edição 41.

As primeiras palavras balbuciadas pelo bebê geralmente entram para a história da família, com anotações no álbum de fotos e comentários para amigos e familiares. Apesar de toda expectativa que se cria em torno deste momento, ou seja, das primeiras palavrinhas ditas pela criança, não há uma idade definida em que elas devem começar a falar, já que cada criança tem o seu próprio ritmo. Mas, a participação dos pais ganha papel fundamental nesta fase da vida infantil, pois é através de estímulos, reações e percepções que eles estarão ajudando os pequenos nestes primeiros e importantes passos no mundo da comunicação. Conversar com a criança é fundamental para o desenvolvimento da fala, e essa atitude deve iniciar a partir do nascimento do bebê. Mantenha esse hábito diariamente, mesmo que ele não responda, pois aí começa a construção de um diálogo onde um fala, o outro observa atentamente e, aos poucos, a interação se solidifica. Os estímulos vão mudando de acordo com a idade da criança, mas incluem – via de regra – cantar canções, mostrar desenhos, comentar situações, ter atividades ao ar livre, mostrar e dizer o nome dos objetos. Aproveite a hora do banho, da refeição, o momento de dormir para conversar com ela e ir proporcionando interação verbal. Fale com carinho, mas evite dar nomes errados aos objetos, com abreviações ou sonoridades semelhantes. A criança não tem noção do que está ouvindo e o importante é darmos um padrão auditivo correto a ela, ajudando-a a arquivá-lo de forma eficiente e, com isso, poder reproduzi-lo com mais facilidade.