Cuidados com a saúde orofacial na infância:​

Após o nascimento do bebê, inúmeros fatores influenciam a manutenção da saúde oral. Conhecer os elementos que compõem a este universo é o primeiro passo para manter a saúde e o correto desenvolvimento infantil,  E é na amamentação que tudo começa. Além do leite materno ser excelente fator para a saúde do bebê, amamentar, estreitar os laços entre mãe e filho, a prática tem um um papel importante no desenvolvimento do músculo e ossos da face. chamadas estruturas orofaciais.

Após este período, o assunto que ganha destaque é o uso, ou não, da chupeta e da mamadeira. Com relação a este assunto, há profissionais com pontos de vista diferentes, mas o que deve prevalecer é o bom senso. Evite usar a chupeta ou mamadeira como dependência emocional, o famoso "calmante de bebê", e também evite manter o uso além dos dois anos de vida.

A alimentação é outro fator relacionado diretamente à saúde orofacial. Fique atento à inclusão de alimentos sólidos após dos seis meses. Com um ano de idade, o bebê já pode iniciar a ingestão de alimentos adultos. E qual razão desta recomendação? A mastigação é um exercício para a musculatura facial e para manutenção dos dentes nas arcadas. O ideal é mastigarmos dos dois lados da boca e com os lábios fechados. A respiração correta, a fala, a formação dos dentes, entre outros fatores relacionados são funções que também contribuem com a saúde orofacial.

Caso você observe alguma anormalidade no progresso orofacial da criança, procure a ajuda especializada o mais rápido possível, para evitar que o tempo resulte em reflexos negativos no seu desenvolvimento.

Acompanha-me no Facebook

  • Facebook Metallic